Jack Miller: largada com queda na Superbike australiana

0
40
Jack Miller: inizio con caduta nell'Australian Superbike

Dois lados começam esta nova aparição na Superbike australiana de Jack Miller. A estrela do MotoGP, no seu último fim-de-semana de corridas como Ducatista, sofreu uma queda durante a última sessão de treinos livres de sexta-feira, que felizmente se resolveu sem consequências físicas. A sua Ducati Panigale V4 R não esteve em tão boa forma, com os mecânicos chamados a prolongamento em antecipação à qualificação de amanhã.

JACK MILLER NOVAMENTE NO ASBK

Na corrida, repetindo a experiência do ano passado em Bend Motorsport Park, nesta circunstância Jack Miller montou sozinho. Se em 2021 correu (subindo ao pódio na Corrida 1) com a disponibilidade de uma V4 R da equipa DesmoSport Ducati de Ben Henry, desta vez”burro” ele fez tudo com seus próprios esforços. Levou uma Ducati (com pneus Pirelli e não Michelin), disputada pela sua própria estrutura (Thriller Motorsport) este fim-de-semana acompanhando também os seus amigos e colegas Josh Hook e Marcel Schrotter, respectivamente aos comandos de uma Honda e uma Yamaha. Resumidamente, “tudo em casa, para correr dentro de casa” para o piloto da Red Bull KTM Factory Racing dos próximos dois anos no MotoGP, aliás sem ter enfrentado testes anteriores pré-evento.

DIA DO THRILLER DE MILLER

De fato, no escuro, Miller terminou a sessão inaugural de treinos livres em 11º, com 1m53s371s, pagando 1″6 de Troy Herfoss (Penrite Honda). No FP2, no entanto, ele tirou muito do seu melhor ao rodar em 1’51″976, quarto na classificação a 458 milésimos de Cru Halliday (Yamaha Austrália). Um bom crescimento que não se concretizou na terceira e última sessão do dia, esbarrando na penúltima curva causando a bandeira vermelha.

JACK MILLER CAI E SE LEVANTA

Sem consequências físicas para ele, mas os mecânicos (principalmente especializados em Motocross) serão chamados para fazer um trabalho extra para amanhã. Miller é assim 14º no FP3 e 8º nas três rodadas combinadas, pagando 1″ de Cru Halliday, no topo em 1m50″969 à frente de um antigo Campeonato Mundial de Moto3 como Arthur Sissis e Mike Jones.

MUITO TRABALHO PARA THRILLER MOTORSPORT

Não é exatamente um começo fácil para Jack Miller, mas se quisermos para toda a sua estrutura. Além dele, Josh Hook também caiu no TL2, aparentemente fora de ação pelo resto do fim de semana. O bicampeão mundial de Endurance com a FCC TSR Honda terminou o primeiro treino livre à frente de Miller, enquanto Marcel Schrotter é 17º no combinado com a terceira moto (especificamente uma Yamaha R1) disputada pela Thriller Motorsport.

QUALIFICAÇÃO AMANHÃ

Antecipando as duas corridas de domingo, os treinos cronometrados serão realizados amanhã no The Bend Motorsport Park, seguidos, à tarde, pela qualificação com o agora habitual formato Q1-Q2. Jack Miller, tal como em 2021, tentará pelo menos atacar a primeira linha, ainda que os especialistas do ASBK pareçam ter muito mais nesta grande final de temporada.