MotoGP, Raul Fernandez entre o hospital e a pista: “Fiquei atordoado, mas estou bem”

0
1

Raul Fernandez pronto para a sua última corrida com a KTM, mas… Hoje também foi dar uma volta ao hospital para verificar o seu estado. De facto, após a queda no treino livre 3, o espanhol sentiu-se bastante atordoado, sintoma que não deve ser subestimado com as pancadas na cabeça tomadas na carambola na gravilha. As verificações, no entanto, não revelaram nada de grave e Fernandez voltou à ação para a qualificação, depois de perder a última sessão de treinos livres. Amanhã largará do 23º lugar da grelha, pronto para dar tudo de si antes de se mudar para a RNF Aprilia a partir de terça-feira.

Fernandez: “Demorei um pouco para me levantar”

O dele foi um dos muitos incidentes que testemunhamos após o reinício. Sua KTM foi destruída, embora o piloto tenha ficado de pernas para o ar. “Foi uma queda típica em Valência, na curva 10” ele declarou mais tarde. Mas algo aconteceu. “Quando rolei no cascalho, bati a cabeça várias vezes no chão. Fiquei no chão por alguns segundos antes de conseguir me levantar.” Todas as verificações necessárias são, portanto, necessárias. “Eu me senti tonto. Fui ao Centro Médico e depois ao hospital para um check-up completo. Mas tudo correu bem e voltei para a qualificação.”

Último GP com KTM

Como mencionado, ele pulou totalmente o 4 livre para realizar as verificações necessárias. Então o vimos regularmente em ação no Q1, sua única sessão de qualificação, e sem problemas. Amanhã ele largará do 23º lugar, determinado a terminar um ano de estreia difícil com a KTM da melhor maneira possível. “Vamos ver como me sinto amanhã para a corrida” acrescentou Fernández. Não faltam agradecimentos à equipe. “Eu tinha destruído a moto, mas tinha uma nova para o Q1. Quero ter uma boa corrida para toda a equipe amanhã.”

Foto: KTM Tech3